Рубрики
Todo sobre el embarazo

Viver na zona de conforto pode trazer problemas para saúde mental

Muitas pessoas acabam paradas em certas situações da vida, se acomodando onde estão e vivendo na chamada zona de conforto, onde tudo já é sabido, esperado e com poucos estímulos de novidades. Nesse terreno, os desafios são baixos e muitas vezes o nível de estresse também.

Muitas pessoas acabam paradas em certas situações da vida, se acomodando onde estão e vivendo na chamada «zona de conforto», onde tudo já é sabido, esperado e com poucos estímulos de novidades. Nesse terreno, os desafios são baixos e muitas vezes o nível de estresse também. Para alguns, esse é um momento de gastar pouca energia e viver de forma conformada e sem muitos atrativos. Uma regra é certa: quem não suporta a mesmice não vive na zona de conforto.

É fácil perceber se estamos ou não nesse tipo de fase na vida. Normalmente é um período que vem após aproveitarmos uma grande conquista ou mesmo uma vitória, ou seja, paramos depois de termos avançado em algum setor especifico. É comum as pessoas usarem muita energia para vencerem uma batalha pessoal, chegarem até o objetivo desejado ou mesmo alguma coisa muito importante na vida e, depois de alcançarem o que almejavam, se fecharem nessa realidade e deixam de sonhar com novas conquistas e desafios.

A zona de conforto é um lugar cheio de certezas e proteção. Mas nem sempre são reais e bem vistas para o crescimento pessoal. Entrar na zona de conforto é importante, mas permanecer nela por muito tempo pode ser prejudicial à saúde mental. É importante que todas as pessoas tenham um objetivo na vida, sempre. Seja ele pequeno, médio ou grande. Isso dá energia, motiva, faz bem. É isso que ajuda você a levantar todos os dias da cama e, assim, pensar: hoje farei mais um pouco na direção do meu sonho. É revigorante!

Importante lembrar que é fundamental aprender a dar valor ao que se tem, mas jamais se acomodar com o que já foi adquirido. Isso não faz bem para ninguém, as pessoas devem cuidar do bem-estar da mente e do corpo. Quem vive prostrado na zona de conforto não cresce, não inova, não muda, não vive o diferente. É como se ficasse dentro de uma caixinha. Outra forma de dizer isso é como se vivesse dentro de um aquário. E o mundo é um muito maior que isso, tem um oceano lá fora.

O ideal é estar por um tempo especifico na zona de conforto, ou seja, experimentar um pouco o prazer de ter o que se tem, de estar bem onde se está e também criar mecanismos para poder viver novas fases de acordo com as mudanças naturais da vida, da idade, de tudo que muda internamente em nós e externamente na vida de modo geral.

Quem se percebe na zona de conforto deve encontrar motivação nos sonhos, nos desejos e vontades para poder criar metas e assim crescer como pessoa. A vida é muito maior que apenas os momentos que passamos fechados nos nossos pensamentos. Olhe a sua volta e veja o que as pessoas estão fazendo: trabalhando, estudando, criando sua família, almejando novos desafios, etc. É importante que você saiba dar valor a tudo que já alcançou, tudo que você já conquistou e tantas outras novas conquistas que você pode adquirir e curtir pelo sucesso alcançado.

Mas cuide sempre do equilíbrio! Quem nunca entra na zona de conforto pode viver um grande nível de estresse, por não relaxar e aproveitar o que tem ou mesmo o que já conquistou e com isso, nem sempre a energia motivacional estará adequada.

A psicoterapia é um caminho para falar sobre esses e outros pontos emocionais. Um bom coach, terapeuta, psicoterapeuta e consultor poderá te dar ferramentas para você viver em paz e com novas ideias. Encontre dentro de você novos caminhos, novos sonhos e siga em frente sempre em buscas dos seus desejos e bem estar.

Добавить комментарий

Ваш адрес email не будет опубликован. Обязательные поля помечены *