Categorías
Todo sobre el embarazo

Princípios de treinamento aplicados à corrida de rua

Meus amigos, é com enorme satisfação que inicio meu trabalho como consultor nesse excelente portal. Não gosto muito de apresentações cheias de pompa e circunstância, mas quero que vocês me conheçam um pouco e saibam sobre quais temas irei abordar por aqui.

Meus amigos, é com enorme satisfação que inicio meu trabalho como consultor nesse excelente portal. Não gosto muito de apresentações cheias de pompa e circunstância, mas quero que vocês me conheçam um pouco e saibam sobre quais temas irei abordar por aqui. Primeiramente meu nome é Leandro Carvalho, sou graduado em Educação Física, pós-graduado em Treinamento Desportivo e mestrando em Fisiologia do Exercício pela Unifesp/EPM. Trabalho como treinador de corridas e fisiologista do exercício e, não por acaso, discutiremos esses dois temas, diretamente relacionados à minha atividade profissional. Basicamente, falaremos sobre prescrição de treinamento para corredores de rua e a importância dos conhecimentos científicos, trazidos pelas pesquisas em fisiologia do exercício para a prática do nosso dia-a-dia, ou seja, a ciência aliada à prática trazendo melhores resultados e potencializando os treinamentos de corredores de rua ? sejam eles atletas de alto rendimento ou corredores amadores ? que buscam melhores níveis de saúde e qualidade de vida através da corrida.

A corrida de rua, ou pedestrianismo, como muitos chamam, é uma modalidade esportiva que vem ganhando um número expressivo de praticantes nos últimos cinco anos. Muitas pessoas sedentárias que não gostam de ambientes fechados e cheios, como as academias, vêem na corrida de rua um meio de praticar uma atividade física prazerosa, já que é realizada em locais abertos, geralmente em parques ou locais arborizados. Mas não basta simplesmente colocar um tênis no pé, pegar sua garrafinha de água e sair correndo de qualquer jeito por aí. Por ser uma atividade de alto impacto, lesões nas articulações dos joelhos e tornozelos são um risco constante para quem corre. Por isso é necessária a elaboração de um treinamento adequado às características individuais de cada atleta, com embasamento científico, dosando de forma adequada a «quantidade» e a «qualidade» dessa corrida, ou seja, o volume de treinamento e a intensidade desse treinamento. Esse é o grande segredo da prescrição de treinamento, ou seja, saber a dose certa de exercício que cada um deve fazer, pois, da mesma forma que é bom para a saúde, pode ser extremamente prejudicial se não for feito da maneira correta.

Meu objetivo é justamente trazer a vocês subsídios para que possamos refletir sobre a forma correta de se prescrever um treinamento físico para corredores de rua, usando para isso todo o conhecimento científico de que dispomos nas áreas de treinamento e fisiologia. Todos os artigos escritos por mim terão, ao final, uma pequena lista de artigos científicos e livros que serão usados como referência bibliográfica, dando ao leitor a certeza de poder ter em mãos o que há de melhor em termos de literatura científica.

Tentaremos discutir os assuntos aqui propostos de acordo com uma sequência pedagógica adequada no que diz respeito à teoria do treinamento. Sendo assim o primeiro tópico que abordaremos aqui são os princípios metodológicos que regem o treinamento desportivo. Esses princípios servem como embasamento inicial para prescrevermos o treinamento para um atleta, seja ele de alto rendimento ou não. São eles:

Princípio da Individualidade Biológica

Princípio da Sobrecarga

Princípio da Adaptação

Princípio da Especificidade

Princípio da Reversibilidade

Outros princípios são citados por diversos autores, mas considero estes como sendo os principais.

No próximo artigo iniciaremos nossas discussões através dos princípios da individualidade biológica e da sobrecarga.
Peço aos leitores que participem ativamente deste espaço, dando sugestões sobre os artigos escritos e postados e também sobre temas que queiram ver nos próximos textos.

Um grande abraço e até o próximo artigo!

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *