Categorías
Todo sobre el embarazo

Gordura é essencial para o corpo

Por muitos anos, os pesquisadores têm buscado sem sucesso a ligação entre gordura saturada e doença cardíaca. Em uma análise de 21 estudos, totalizando cerca de 348 mil adultos, foram observados os hábitos alimentares e estados de saúde dos indivíduos por um período entre cinco e 23 anos.

Por muitos anos, os pesquisadores têm buscado sem sucesso a ligação entre gordura saturada e doença cardíaca.

Em uma análise de 21 estudos, totalizando cerca de 348 mil adultos, foram observados os hábitos alimentares e estados de saúde dos indivíduos por um período entre cinco e 23 anos. Os resultados não apontaram qualquer relação entre o alto ou baixo consumo de gordura saturada e o risco de doenças cardíacas ou derrame.

Tal proposta surgiu a partir da observação da dieta ocidental, conhecida pelo alto consumo de carboidratos refinados, como pães, e gordura saturada.

Outro estudo recente publicado no American Journal of Clinical Nutrition, apontou que a redução da quantidade de gordura saturada e sua substituição por carboidratos, principalmente os refinados, deve ser avaliada com cautela. Isso porque o consumo exagerado deste último pode exacerbar a resistência à insulina e pode levar ao desenvolvimento da obesidade por aumentar o nível de triglicérides e o colesterol LDL no sangue.

Assim, os autores enfatizam que, para melhorar a saúde cardiovascular, é necessário limitar o consumo de carboidratos refinados e reduzir o peso.

Confundindo os fatos sobre gordura saturada

Assim, os autores enfatizam que, para melhorar a saúde cardiovascular, é necessário limitar o consumo de carboidratos refinados e reduzir o peso.

Existem mais de 12 tipos diferentes de gordura saturada e a chave para ter uma boa saúde é saber quais devem ser evitadas e quais devem ser consumidas e não simplesmente eliminá-las do cardápio. Entretanto, de todas elas, apenas três são consumidas em quantidade significativa: ácido esteárico, ácido palmítico e ácido láurico.

O ácido esteárico, encontrado no cacau e na gordura animal, não interfere no colesterol e é convertido em gordura monoinsaturada no fígado, transformando-se em ácido oleico. Os outros dois tipos, palmítico e láurico, elevam o colesterol total, aumentando o bom e o mau colesterol, o que, no fim das contas, diminui risco de doença cardíaca.

Os alimentos que contêm gordura saturada são carne, laticínios, alguns óleos e plantas tropicais, como coqueiros e palmeiras. Essas gorduras saturadas de origem animal e vegetal são fonte de energia e fornecem elementos básicos para as membranas celulares e para uma variedade de hormônios.

Quando você ingere gordura como parte da sua refeição, ela demora a ser completamente absorvida, então é possível ficar mais tempo sem ter fome. Além disso, elas transportam importantes nutrientes, como as vitaminas A, D, E e K.

Funções da gordura saturada

Os alimentos que contêm gordura saturada são carne, laticínios, alguns óleos e plantas tropicais, como coqueiros e palmeiras.

1. Combustível preferido do seu coração e é usada também como combustível durante o processo de expedição de energia; 2. Agente anti-viral (ácido caprílico); 3. Efetivo como anti-cáries, anti-placa e agente antifúngico (ácido láurico); 4. Útil para reduzir o colesterol (ácido palmítico e ácido esteárico); 5. Modulador de regulação genética e preventivo de câncer (ácido butírico).

O elo entre gordura trans e doença cardíaca

Diversos estudos não fazem uma distinção clara entre a gordura trans e a gordura saturada. Além disso, o alimento primariamente processado e associado com a gordura trans é o açúcar, especificamente a frutose.

Os pesquisadores falharam em suas análises pelo fato de não controlarem cada uma destas duas variáveis. Se eles tivessem sido mais criteriosos em analisar frutose, gordura trans e gordura saturada, eles teriam encontrado a verdadeira resposta.

Frutose e gordura trans aumentam o colesterol LDL e ainda diminuem o colesterol HDL, o que obviamente é o oposto do que você precisa para manter uma boa saúde cardíaca. Isso também causa obstrução das artérias, favorece o desenvolvimento do diabetes tipo 2 e de outros problemas sérios de saúde.

É impossível atingir níveis nutricionais adequados na alimentação se ela não tiver gordura saturada.

O seu corpo necessita de alguma quantidade de gordura saturada para se manter saudável. É impossível atingir níveis nutricionais adequados na alimentação se ela não tiver gordura saturada.

Os resultados contraditórios destes estudos suportam o tipo metabólico

Nos estudos observa-se que muitas pessoas conseguem conviver bem com baixo consumo de gordura saturada em suas dietas, confirmando que há uma variedade de diferentes respostas biológicas.

O que pode dificultar a interpretação simplesmente confirma a teoria do tipo metabólico, no qual 1/3 da população fica bem com muita gordura saturada na dieta.

Dicas de saúde para viver bem

A gordura é necessária para o bom funcionamento do nosso corpo, mas é fundamental optar pelo consumo do que traz mais benefícios. Assim, elimine alimentos processados da dieta, que são ricos em substâncias prejudiciais para a saúde, como açúcar, carboidrato e gorduras perigosas.

Saiba mais:
Escolha a gordura certa para ativar o metabolismo

Assim, recomenda-se o uso da manteiga orgânica ao invés da margarina e dos óleos vegetais e do óleo de coco para cozinhar. O óleo de oliva, por sua vez, não deve ser usado para cozinhar, sendo aconselhável acrescentá-lo apenas em alimentos frios, como saladas ou peixes.

Consultar um profissional da área também é essencial para descobrir seu tipo metabólico e, assim, fazer seu corpo trabalhar a seu favor.

Conheça o site do Dr. Rondó: www.drrondo.com

Siga
seu Twitter: twitter.com/#!/drrondojr

Acompanhe
suas novidades no Facebook: www.facebook.com/DrRondo

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *