Categorías
Todo sobre el embarazo

Corrimento, secreção vaginal e muco que indica período fértil: como diferenciar

Mesmo saudáveis, mulheres em idade fértil dificilmente terão a calcinha sempre seca. Há quem chame qualquer líquido secretado pela vagina de corrimento. No entanto, o nome de corrimento vaginal só é dado para quando há uma alteração em suas características.

Mesmo saudáveis, mulheres em idade fértil dificilmente terão a calcinha sempre seca. Há quem chame qualquer líquido secretado pela vagina de corrimento. No entanto, o nome de corrimento vaginal só é dado para quando há uma alteração em suas características.

Muco cervical: a secreção que indica fertilidade

Próximo à metade do ciclo, a partir de 10 dias após a menstruação, o corpo dá alguns sinais de que está fértil. Nesse período pode acontecer a liberação do muco cervical.

«O que chamamos de muco é a secreção que coincide com o período ovulatório, semelhante a uma clara de ovo, bem transparente», explica Rívia Mara Lamaita, integrante da Sogimig – Associação dos Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais. Ele serve para facilitar com que os espermatozoides subam até o útero.

Algumas mulheres usam como uma forma de saber se está o período fértil, mas a ginecologista esclarece que o muco cervical não está presente em todos os ciclos.

As mulheres que usam anticoncepcionais não têm ovulação, então não apresentam o muco cervical.

Corrimento: sinais de alerta

O corrimento acontece quando esse líquido aumenta de volume, o cheiro e a cor mudam e aparecem os outros sintomas como coceira vaginal, ardência e até dor na penetração.

Os sinais de corrimento são:

  • O aumento do volume do conteúdo vaginal
  • Aspecto úmido na roupa íntima todos os dias, às vezes passando para as roupas externas
  • Quando a cor passar de branco opalescente e cristalino (de acordo com a fase do ciclo) para amarelo tipo pus, amarelo-acinzentado, amarelo-esverdeado, branco-amarelado e etc
  • Quando houver mau cheiro principalmente após relação sexual e no final do ciclo menstrual.

Os sintomas são principalmente:

  • Coceira na vagina e na vulva
  • Ardor
  • Dor pélvica
  • Dor e ardor ao urinar
  • Dor durante a relação sexual.

Se o corrimento aparecer, é hora de consultar um ginecologista. Ele pode ser, na verdade, uma outra doença ou desequilíbrio do organismo.

A cor do corrimento pode dar indícios de qual é o problema:

Corrimento marrom ou cor de sangue escuro

Pode indicar ciclos menstruais irregulares, ou com menos frequência, câncer cervical ou do endométrio. Pode vir acompanhado de dores abdominais e sangramentos.

Corrimento amarelo semelhante a pus

Pode indicar gonorreia, e vir acompanhado de sangramento entre os períodos; dor e sangramento ao urinar, com curta duração podendo por isto passar despercebido.

Corrimento amarelo-esverdeado ou acinzentado, bolhoso, fluido e com mau cheiro

Pode indicar tricomoníase, principalmente se houver dor e desconforto em baixo ventre durante a relação sexual e coceira vaginal intensa.

Corrimento cor de rosa

Eliminação do revestimento interno do útero após o parto, também chamado de lóquios.

Corrimento espesso e branco esverdeado, com grumos

Se o corrimento for semelhante a leite talhado indica infecção vaginal por fungo (cândida), que pode vir acompanhado de inchaço, sensibilidade vulvovaginal intensa, irritação e ardor ao redor da vulva, coceira intensa e relações sexuais dolorosas e dor ao urinar. Costuma melhorar durante as menstruações.

Corrimento amarelo-acinzentado fluido, com odor de peixe podre

Se esse corrimento ocorrer após as relações sexuais e ou menstruações indica vaginose bacteriana, que vem acompanhada de coceira ou ardência, vermelhidão e inchaço da vagina e vulva.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *