Рубрики
Todo sobre el embarazo

O que é placa bacteriana?

Dentista - Foto: Getty Images
Dentista — Foto: Getty Images

O que é placa bacteriana?

Trata-se de uma película pegajosa e incolor, constituída de bactérias e açúcares que se forma sobre os dentes. É a principal causa de cáries e gengivite. Se não for removida diariamente, endurece e forma o tártaro.

Como saber se tenho placa bacteriana nos dentes?

Todos nós temos placa bacteriana porque as bactérias estão sempre presentes em nossa boca. As bactérias aproveitam os nutrientes contidos nos alimentos que ingerimos e aqueles contidos na saliva para se desenvolver.

A placa causa as cáries quando os ácidos que ela produz atacam os dentes, o que acontece após as refeições. Sofrendo esses ataques repetidos, o esmalte dos dentes pode se desfazer e abrir caminho para a formação de cáries.

Não sendo retirada, a placa bacteriana pode também irritar a gengiva ao redor dos dentes, causando gengivite (as gengivas ficam vermelhas, incham e sangram), periodontite e perda dos dentes.

Como posso evitar a formação da placa bacteriana?

É fácil evitar a formação da placa bacteriana. Basta você:

— Escovar bem, no mínimo três vezes ao dia, para remover a placa bacteriana de todas as superfícies dos seus dentes.

— Usar fio dental diariamente para remover a placa bacteriana que se instala entre seus dentes e sob a gengiva, onde a escova não pode alcançar.

— Limitar a ingestão de alimentos com muito açúcar ou amido, especialmente aqueles que grudam nos dentes.

— Visitar seu dentista regularmente para fazer limpeza e exame completo dos dentes.

TAGs:
placa bacteriana

tártaro

periodontite

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Peeling: o que é, tipos e resultados do procedimento

O que é peeling

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Peeling é todo processo em que há a remoção das camadas mais superficiais da pele, seja com o uso de um produto químico, físico ou laser.

Ocorre destruição controlada de parte ou de toda epiderme, com ou sem a derme, levando a esfoliação e remoção de lesões superficiais, seguida pela formação de um novo tecido dérmico e epidérmico. Vem do verbo em inglês «to peel» que significa descamar.

Com essa remoção, a pele se reestrutura e se renova, além de haver estimulação da produção de colágeno, substância que dá firmeza à pele.

Dessa forma, os peelings são indicados para tratamentos de rejuvenescimento, manchas na pele, cicatrizes de acne, flacidez, entre outros problemas de pele. Mas o resultado varia conforma o profundidade do peeling feito.

Saiba mais:
Harmonização facial: o que é, antes e depois e quanto custa

Outros nomes

Resurfacing superficial ou decapagem

Tipos de peeling

Peeling pode ser superficial ou profundo
Peeling pode ser superficial ou profundo
  • Peeling superficial
  • Peeling médio
  • Peeling profundo
  • Peeling físico
  • Peeling químico
  • Peeling biológico
  • Peeling com laser
  • Peeling vegetal

Existem duas formas de classificar os peelings. A primeira é através de sua profundida e a segunda e através do tipo de material usado para agredir a pele.

Profundidade do peeling

Peeling superficial O procedimento compreendem o uso de ácidos, como por exemplo, ácido hialurônico, ácido glicólico de baixa concentração, compostos com tricloroacéticos, retinaldeídos, salicílicos; e também uso aparelhos, como o ultrassom estético, jatos de cloridróxido de alumínio, ponteiras especiais com propriedades esfoliativas suaves ou de controle de potência e profundidade e outros.

O objetivo desse peeling superficial é retirar a camada mais superficial da pele com discreta ou nenhuma descamação visível, atuando apenas na camada córnea e estimulando apenas a formação do colágeno na pele.

Dessa forma, ele vai melhorar o aspecto, turgor e hidratação da pele, clarear levemente o tom da pele, com a frequência e indicação corretas, pode auxiliar na melhora das rugas muito superficiais, «secar» espinhas, acelerar a resposta da pele ao tratamento com os cremes, melhorar as manchas mais rápido, etc.

Peeling médio O objetivo deste peeling é destruir e esfoliar a epiderme quase que totalmente, além da camada chamada córnea, e tem como indicação a atenuação das rugas finas e médias e alguns tipos de manchas da pele mais superficiais e tem a capacidade de renovar a camada externa da pele, estimulando também a formação do colágeno.

Ele incluí os tratamentos com ácido tricloroacético, por exemplo, e também utilizados ácido glicólico em maior concentração, aparelhos que literalmente lixam a pele, com potência ajustada para a camada mais alta da pele, aparelhos de laser, como o laser CO2 e erbium, aparelhos de radiofrequência, etc.

Tenta-se com esta técnica em teoria um rejuvenescimento de um a cinco anos da pele, mas o resultado vai depender do preparo prévio da pele e da indicação. Os resultados dependem muito da técnica escolhida.

Peeling profundo Também são utilizados ácidos ou aparelhos para esse procedimento, um dos recursos mais famosos é o peeling de fenol. Ele é muito complexo na preparação da pele pré-procedimento e o próprio procedimento que requer muitas vezes sedação, já que é feita uma ferida até uma parte da derme.

Há um risco muito maior de infecção, complicações e dependendo da técnica, até mesmo a retirada do curativo exige alta experiência. Calcula-se com este método, dependendo do preparo prévio da pele, um rejuvenescimento de cinco a 15 anos.

Tipo de processo usado no peeling

Peeling físico É realizado através de métodos físicos, em que é feita uma esfoliação na pele, causando uma dermoabrasão. Entre eles, se encaixam o peeling de cristal, peeling de diamante e microdermoabrasão.

Saiba mais:
Peeling de diamante: tratamento estético ameniza rugas, manchas e estrias
Peeling físico
Peeling físico

Peeling químico É o peeling feito com o uso de ácidos para agredir a pele e descama-la, como o ácido hialurônico, ácido glicólico, ácido retinóico, entre outros.

Descamação na pele renova as células
Descamação na pele renova as células

Peeling biológico É feito com enzimas de frutas e normalmente são mais superficiais. No entanto, seu uso é questionável e não tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Peeling com laser É feito com aparelhos, no caso lasers de 1064nm como o da plataforma solon que aquecem a pele de dentro para fora e estimulam a troca de células sem descamar ou irritar a pele. O laser CO2 fracionado e o laser erbium também são usados com essa finalidade.

Peeling vegetal Também chamado de gomagem, é um método vegetal e natural de descamar a pele, porém tem performance limitada, sendo um peeling superficial.

Indicações do peeling

Ao remover uma camada da pele, o peeling a obriga a se reestruturar e se renovar, além de haver estimulação da produção de colágeno, substância que dá firmeza à pele. Dessa forma, os peelings são indicados para tratamentos de rejuvenescimento, manchas na pele (como o melasma), cicatrizes de acne, flacidez, entre outros problemas de pele.

Profissionais que podem fazer

O peeling é um procedimento que deve ser orientado pelo dermatologista. Peelings superficiais, como o gomagem, podem ser feitos por um esteticista, mas peelings médios e profundos são um procedimento médico, devido às complicações e dependendo dos produtos utilizados pela possibilidade de efeitos colaterais e até mesmo, a intoxicação.

Cuidados antes do peeling

Antes do peeling é importante a consulta com um dermatologista, que avaliará o melhor peeling para cada caso e também indicará os cuidados necessários de acordo com o método escolhido.

De modo geral, é importante tomar cuidados com a proteção solar, para não danificar a pele. Além disso, normalmente é indicado o uso de ácidos mais suaves por entre 15 e 30 dias para preparar a pele para o peeling, normalmente são usados cremes com ácido retinóico, glicólico e hidroquinona.

Cuidados após o peeling

Os cuidados variam de acordo com o peeling feito, por isso o mais importante é seguir as orientações de seu dermatologista.

Com o peeling, a pele se reestrutura e se renova, além de haver estimulação da produção de colágeno
Com o peeling, a pele se reestrutura e se renova, além de haver estimulação da produção de colágeno

No entanto, em todo peeling, como a pele fica sensível por um tempo, é importante reforçar a proteção solar, reaplicando o filtro a cada duas horas. O uso de produtos com ácido ascórbico (vitamina C) também é bem-vindo.

O tempo de regeneração da pele varia conforme o tipo de peeling. Em peelings superficiais esse tempo normalmente é de até cinco dias, já os tipos mais profundos podem levar de 30 a 45 dias para a pele se recuperar totalmente. Nesse tipo de peeling, é importante a prevenção de bactérias e vírus da herpes.

Contraindicações

O peeling é contraindicado para pessoas que não tem fotoproteção adequada (atletas, pescadores). Também deve ser evitado por pessoas em tratamento com isotretinoína nos últimos seis meses, pela diminuição do metabolismo tecidual onde o uso de retinóides sistêmicos aumentam a síntese de colágeno e reduzem a produção da colagenase, enzima que degrada o colágeno, o que aumenta o risco de surgimento de cicatriz hipertrófica.

Quem faz uso de medicações como anticoncepcionais orais, tetraciclinas ou corticóide que interferem no processo inflamatório, importante para reepitelização, os estrogênios e contraceptivos orais aumentam o risco de inflamação pós-inflamatória.

Saiba mais:
Você potencializa o efeito do antirrugas?

Pessoas com doenças de pele que afetam o colágeno, como o lúpus e dermatomiosite, também devem evitar o procedimento.

Grávida pode fazer?

Grávidas são contraindicadas a tratamentos como peelings médios e profundos. Já os peelings leves só devem ser feitos com consenso do médico.

Saiba mais:
Acne: o que é, tratamentos e remédios

Possíveis complicações do peeling

Por degradar a pele, a fim de que ela se recupere e se reorganize, os peelings podem trazer algumas complicações, principalmente se não forem seguidos os cuidados necessários após o tratamento.

Entre as complicações possíveis do peeling, podemos enumerar: prurido, irritação, queimadura, edema, tudo isso logo quando o peeling é feito.

Mais tarde, outras complicações podem aparecer:

  • Perda de barreira cutânea e lesão tecidual, o que pode causar infecções bacterianas, herpética e até cândida
  • Cicatrização anormal, que pode ser demorada, milia e mudanças de textura
  • Alterações pigmentares, como hiperpigmentação, hipopigmentação, linhas de demarcação
  • Reação adversa a agentes químicos, tais quais erupções acneiformes, reação alérgica, toxicidade
  • Manchas e surgimento de vasinhos.

Antes e depois do peeling

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Os resultados variam conforme o tipo de peeling feito:

  • No peeling superficial há melhora do tônus e textura da pele, além de rugas finas e manchas
  • No peeling médio ocorre também a melhora das ceratoses actínicas (aquelas casquinhas causadas pelo sol)
  • Já o peeling profundo tem resultados melhores, melhorando de forma exuberante das rugas superficiais e profundas, além da melhora das manchas e aparência geral da pele.

Fontes

  • Médico dermatologista Abdo Salomão Junior (CRM-SP 91.536), membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Médica especialista em dermatologia Flávia Lira Diniz (CRM-SP 89.746), especialista da Clínica Faciall e médica responsável pelo Ambulatório de Contorno Facial da Sociedade Brasileira de Medicina Estética (SBME — SP)
Рубрики
Todo sobre el embarazo

5 hábitos do dia a dia que ajudam a recuperar o bem-estar

Uma boa nutrição não diz só respeito à saúde do corpo — também é sobre a alma. Este foi o tema de um encontro oferecido por Molico na última sexta-feira, 2 de agosto, em São Paulo, com a participação da coach de vida e carreira Ana Raia e Mônica Salgado, Rayza Nicácio, Lara Natacci e Fabiana Scaranzi.

O bate-papo trouxe dicas e muita inspiração para quem deseja conquistar uma vida mais plena, feliz e verdadeiramente nutrida. Autoconhecimento, relacionamentos verdadeiros e tranquilidade foram apontados como elementos-chave para recuperar o bem-estar.

1 — Praticar o autocuidado

Qual foi a última vez que você se colocou em primeiro lugar? Em meio à rotina agitada, muitas vezes acabamos nos esquecendo de praticar o autocuidado. Para a youtuber Rayza Nicácio, este é o primeiro e mais importante hábito do dia: cuidar de si, sem pressa e sem cobrança.

«Antes de começar a trabalhar, faço uma oração, coloco um podcast para tocar, com alguma palestra, e vou fazer a minha rotina de pele e beleza. Só começo meu dia assim», conta ela. É uma forma de começar um novo dia com mais calma e prazer, na medida certa.

Esta é a rotina de autocuidado da Rayza, mas cada um pode criar um momento só seu! Pode envolver skincare, atividades físicas, um hobbie ou qualquer outra atividade prazerosa e só sua.

2 — Ficar em «off»

Acordar, ir para o trabalho, almoçar, marcar reuniões, estudar, ir à academia, cuidar da família? Hoje em dia, cumprir diferentes papéis ao mesmo tempo é de praxe em nossa sociedade. Para recuperar o bem-estar, porém, é preciso colocar o pé no freio e aproveitar o momento presente. Pode ser de muitas formas: passando momentos com a família, uma tarde no parque ou mesmo durante a leitura de um livro.

«Tenho uma atividade mental intensa, e para me nutrir de verdade tenho que desligar um pouco, ficar sem fazer nada, nada mesmo. É me conectar com meu filho e meus cachorros. Descobri que eu era viciada em trabalho, saboreava as coisas com menos tempo», conta a jornalista Monica Salgado.

3 — Cultivar bons pensamentos

Parece fácil falar em bons pensamentos e sentimentos, não é mesmo? Na prática, nem sempre é assim. A coach de vida e carreira Ana Raia alerta para um vício muito comum a todos nós: «ficamos obcecados com algum pensamento negativo, e isso baixa a nossa frequência, a nossa energia», diz.

Por isso, a mentalização positiva é uma forma de combater o estresse e, consequentemente, garantir mais bem-estar ao dia a dia. Sempre que se sentir confrontado por uma emoção negativa, portanto, tente respirar fundo, meditar por alguns instantes e mudar a perspectiva para o que está dando certo em sua vida, tirando o foco dos pensamentos pessimistas.

Também vale a pena agradecer pelas pequenas conquistas. «Não precisamos de grandes vitórias. Basta celebrar algo simples, ou até mesmo a conquista de outra pessoa, ficar feliz por ela. Isso nutre a alma», comenta Fabiana Scaranzi.

4 — Nutrir relacionamentos

Estar com quem a gente gosta é algo que, de fato, pode nutrir a nossa alma. Para a jornalista e apresentadora Fabiana Scaranzi, este é um cuidado essencial que devemos trazer à nossa rotina. Em vez de ficarmos conectados apenas através das telas e redes sociais, Fabiana reforça a importância do encontro no dia a dia.

«Temos que nutrir os nossos relacionamentos e valorizar os encontros reais», acredita a jornalista. Por isso, não perca tempo e marque aquele jantar com as amigas ou mesmo com a sua cara-metade. Os relacionamentos beneficiam tanto a nossa saúde física como a emocional.

5 — Se alimentar com mais calma

Pode não parecer, mas a correria do dia a dia está presente em cada gesto nosso, mesmo os mais imperceptíveis e automáticos. Até na hora de comer, por exemplo, mastigamos com pressa e desatenção, o que prejudica a absorção de nutrientes, afetando a saúde como um todo. A correria também afeta as escolhas alimentares que fazemos, por isso, é fundamental pensar nas refeições com mais calma e tranquilidade.

Uma boa aliada é a meditação mindfulness, que estimula o mindful eating, o ato de comer com atenção e consciência. Nessas horas, é fundamental se sentar à mesa da refeição sem o celular ou outras distrações, aproveitando cada garfada. A dica é prestar atenção ao cheiro, temperatura e textura da comida, sem julgamentos e sem pressa.

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Depressão é um mal mais comum do que se pensa

Mais cedo ou mais tarde, todos nos sentimos tristes. Tristeza ou solidão faz parte da vida de todo o ser humano. Mesmo sentindo-se pra baixo, na maioria das vezes continuamos a viver, sabendo que com o tempo as coisas vão melhorar, e em grande parte, melhoram. Mas, e se o tempo passar e você não se sentir melhor? E se os seus sentimentos de tristeza ficarem excessivos, interferindo no seu trabalho, sono ou lazer? E se, junto com a tristeza, você estiver se sentindo cansado ou passando por mudanças de peso? Você pode estar sofrendo de depressão.

Também conhecida como depressão clínica, transtorno depressivo maior ou depressão unipolar, é uma condição médica que existe além das situações ordinárias «de altos e baixos» do humor. Quase 20 milhões de americanos sofrem de depressão a cada ano e as mulheres são quase duas vezes mais propensas que os homens a desenvolverem o problema. Pessoas com depressão não podem simplesmente «se acalmar» e ficar melhor. O tratamento é feito com aconselhamento, medicação, ou ambos, e pode ser a chave para a recuperação.

Sintomas mais comuns

A depressão se manifesta de forma diferente em cada pessoa, mas os sintomas mais comuns são:

— Humor deprimido (tristeza), sensação de vazio, choro fácil;

— Perda de interesse ou de prazer nas atividades que você costumava gostar;

— Aumento ou perda de peso, mesmo quando não está de dieta (em geral mais de 5% do peso por mês);

— Dificuldade para dormir ou dormir demais;

— Irritação ou desassossego permanente;

— Fadiga (cansaço) ou perda da energia;

— Sensação de desvalor ou culpa excessiva;

— Dificuldade de concentração e indecisão excessiva;

— Pensamentos recorrentes sobre morte (com ou sem planejamento específico sobre suicídio).

O Tratamento da Depressão- Quando procurar ajuda?

Se você apresenta cinco ou mais dos sintomas descritos acima durante uma grande parte do dia, na maioria dos dias e durante mais de duas semanas, e se esses sintomas forem fortes o bastante para prejudicar suas atividades diárias, pode ser que você tenha depressão. É muito importante procurar ajuda médica ou mesmo aconselhamento psicológico. Com tratamento adequado, seu médico vai ajudá-la (o) a sentir-se melhor e redescobrir a alegria de viver.

Saiba mais:
Cromoterapia revigorante
Рубрики
Todo sobre el embarazo

Dieta da sopa emagrece em 7 dias, é fácil e barata: como fazer

A dieta da sopa é um método para quem quer perder peso rápido — garantindo redução de quilos em apenas uma semana. Ela é baseada na substituição de refeições por sopas caseiras ou prontas, que incluam legumes e verduras ricas em fibras e de fácil digestão.

Essa dieta pode ser utilizada por um período curto, só para conseguir um estímulo inicial dentro do processo de emagrecimento. Mas o ideal é introduzir mudanças de hábitos alimentares através de refeições saudáveis, convencionais e diversificadas.

Receita da Dieta da Sopa para emagrecer

Receita de sopa creme de legumes light

Sopa emagrecedora de repolho e legumes

  • 1 batata pequena
  • 1 cenoura
  • 3 colheres (sopa) de repolho picado
  • 2 colheres (café) azeite
  • 1 pitada de sal

Modo de preparo: Cozinhe os vegetais em 200ml (um copo) de água. Bata tudo no liquidificador.

Calorias: 56 kcal

Rendimento:1 porção

Como fazer a Dieta da Sopa

Dentre as muitas variações da dieta da sopa, as mais conhecidas são:

  • Dieta da sopa do Hospital do Coração: sugere a substituição de duas refeições (almoço e jantar) por sopa
  • Dieta da sopa de repolho: é uma variação da dieta da sopa do Hospital do Coração, porém, adiciona o repolho como ingrediente principal. Isso porque ele ajuda a acelerar o metabolismo, é rico em fibras e ajuda na sensação de saciedade. Além disso, possui efeito diurético, diminuindo a sensação de inchaço.

Por ter como adeptas figuras como Ana Maria Braga e Adriane Galisteu, a dieta da sopa também ganhou o nome de sopa das celebridades. Apesar do nome, o método é o mesmo aplicado na dieta do Hospital do Coração.

Saiba mais:
Dieta para perder barriga: cardápio e alimentos que ajudam a reduzir gordura

As sopas industrializadas, com exceção das cremosas, podem ser utilizadas. Para deixá-las mais «nutritivas» a dieta permite a adição de vegetais frescos.

Todas as variações têm em comum o fato de não permitir que as sopas sejam batidas no liquidificador. Os legumes e verduras devem ser picados em pedaços maiores para, assim, promover a mastigação.

Além da sopa, frutas, legumes e chás estão liberados durante a dieta.

  • Saiba como preparar sopas que ajudam a emagrecer
  • «> Teste seis receitas de sopas com menos de 100 calorias
  • «> Sopa funcional de tomate e quinoa
  • «> Sopa cremosa de ricota
  • «> Sopa de frango com abobrinha
  • «> Sopa de beterraba
  • «> Sopa de brócolis e espinafre
  • «>
Saiba mais:
Dieta líquida para emagrecer em 5 dias: realmente funciona?

Alimentos proibidos na Dieta da Sopa

Vantagens da Dieta da Sopa

Dicas para melhores resultados com a Dieta da Sopa

1. Evite começar a dieta de maneira drástica.

O ideal é que a restrição calórica seja gradual e feita com uma alimentação variada. Começar o programa de emagrecimento com dietas de choque pode levar à perda de massa magra e sintomas típicos da falta de grupos de alimentos nas refeições, como: pele ressecada, queda de cabelo, fragilidade nas unhas, mau humor, mau hálito, insônia, dores de cabeça e desidratação.

2. Combine a dieta da sopa com uma alimentação equilibrada.

O emagrecimento será mais rápido e feito de forma saudável.

3. Faça receitas com alimentos sólidos.

É importante para a mastigação, a saciedade, o prazer e o estímulo intestinal. Além disso, uma porção de legumes sólidos não terá um valor calórico muito diferente da mesma porção triturada — e, no fim, o que conta para o emagrecimento são as calorias ingeridas, independente da forma.

4. Inclua legumes e verduras in natura na dieta.

Muitas vitaminas são perdidas ao ferver o alimento. Por isso, o ideal é consumi-los também assados, crus ou cozidos no vapor.

5. Prefira sopas caseiras.

Você pode fazer grandes porções e congelar para não precisar cozinhar todos os dias. O tempo em que as sopas podem ficar congeladas é de 2 a 3 meses.

Saiba mais:
Sopa instantânea é uma bomba de sódio e pobre em nutrientes

6. Busque orientação profissional.

Ao iniciar uma nova dieta, o ideal é contar com a avaliação de nutricionistas ou nutrólogos para que haja equilíbrio nutricional e emagrecimento sem prejuízos à saúde.

Desvantagens da Dieta da Sopa

Efeitos colaterais

Alguns efeitos colaterais possíveis aos adeptos da dieta da sopa são:

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Treino em casa: 6 cuidados que ajudam a evitar lesões

Fazer exercícios em casa é uma forma de se manter ativo e saudável quando não é possível ir à academia. As atividades físicas fazem bem à saúde física e ao bem-estar geral, por isso, é importante mantê-las na rotina. Entretanto, há alguns cuidados que devem ser seguidos ao se exercitar em casa, a fim de evitar lesões e outros problemas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática de, pelo menos, 150 minutos de algum tipo de atividade física leve ou moderada por semana. Isso significa fazer 30 minutos de exercícios em cinco dias. Modalidades como caminhada, alongamento e abdominal são algumas que podem ser realizadas dentro de casa.

Apesar da academia possuir os profissionais e instrumentos especializados, «o treinamento em casa, mesmo utilizando equipamentos simples, como elásticos e peso corporal, são extremamente eficazes até mesmo em relação ao treino convencional», afirma o educador físico Felipe Mascarelo.

Porém, para alcançar um resultado com eficácia e segurança, é importante saber quais exercícios são mais indicados para a sua condição física. «Assim como maneiras de progressão para continuar produzindo os estímulos necessários que resultem em uma evolução contínua», completa Mascarelo.

Confira as dicas de especialistas para evitar lesões ao fazer exercícios em casa:

Como evitar lesões ao treinar em casa

Tenha um suporte profissional

Procure um profissional ou uma empresa especializada em treinamento online (remoto) para conduzir uma análise física prévia, de forma a adequar o seu treino a suas particularidades e evitar falhas, como lesões ou frustrações.

Prepare-se para as atividades

Antes de começar um treino, é preciso estar preparado e alongar o corpo é uma forma de melhorar o rendimento da atividade e evitar lesões. Faça um alongamento e um exercício cardiorrespiratório de baixa complexidade, para aumentar a temperatura corporal, aumentar a frequência cardíaca de forma paulatina e lubrificar as articulações e músculos que serão usados no exercício principal.

Cuidado com os equipamentos

Certifique-se que seus equipamentos não causem lesões. Se for adquirir algum material, como elásticos, não compre de providência duvidosa, pois eles podem provocar traumas. Além disso, organize bem o local, certifique-se que está seco e que as cadeiras estão fixas. São pequenos detalhes que podem comprometer a execução da atividade.

Progressão de estímulos e carga

É preciso analisar qual seu nível de aptidão para trabalhar diferentes intensidades. Se for iniciante, comece por um exercício mais simples, com pouca complexidade, e evite pegar cargas pesadas. Pois mesmo um peso que pareça ser leve pode provocar inflamações nos dias seguintes.

Para quem já pratica atividades físicas, é importante analisar cada exercício para adaptá-lo ao seu nível e para que ele forneça o estímulo necessário a fim de obter resultados. Você pode mudar pequenos detalhes nos treinos, como aumentar o número de repetições, diminuir o descanso, modificar a técnica de execução, reduzir a velocidade do movimento, aumentar a resistência do elástico e aumentar a carga.

Tenha paciência

Tenha calma se o resultado não for alcançado rapidamente. A ansiedade pode provocar desânimo e desmotivá-lo antes mesmo de alcançar seu objetivo. A disciplina e a persistência são os melhores aliados dos exercícios físicos. Por isso, planeje bem seu treino e mantenha a disciplina.

Quando fazer

É importante atentar-se também ao horário do exercício, para que ele não interfira no sono. «A atividade física deve ser preferencialmente feita no período da manhã, antes ou logo após o café (para quem tem problema de fazer exercício em jejum). À noite, porém, ela pode atrapalhar o sono», explica o médico Mário Farinazzo.

Desta forma, além de impedir que você descanse o suficiente, o treino em horário inadequado poderá afetar seu desempenho. Esse fator, inclusive, pode favorecer a ocorrência de diversas lesões, mesmo que de forma mais indireta.

Exercícios para fazer em casa

Nível iniciante

A cirurgiã vascular Aline Lamaita sugere alguns exercícios fáceis para quem está iniciando a rotina fitness em casa e quer deixar o sedentarismo no passado. São exercícios de pernas que ajudam na circulação sanguínea. Confira:

Movimente os pés: Mantenha os pés no chão e levante apenas os calcanhares. Fique nesta posição por alguns minutos. Depois, coloque os calcanhares do chão e levante os dedos dos pés. Segure novamente e repita o alongamento algumas vezes.

Trabalhe os calcanhares: Trace círculos com os pés por alguns segundos, mudando de direção de fora para dentro e o inverso.

Alongamento de perna: Deite-se e dobre uma perna até seu peito e abrace seu joelho. Permaneça assim por alguns minutos e troque de perna, repetindo o processo.

Caminhada: A caminhada é um exercício excelente para estimular a circulação e minimiza o risco de trombose. Então tente realizá-la sempre que possível, substituindo, por exemplo, o uso de elevador pelas escadas.

Nível intermediário

Para quem já possui alguma familiaridade com exercícios físicos, os médicos possuem algumas recomendações para adaptar sua rotina de treino ao ambiente de casa. Mário Farinazzo recomenda pelo menos 30 minutos de exercício diários e sugere algumas adaptações:

Braços: Para trabalhar os bíceps, tríceps e ombros, acrescente instrumentos de carga. Se não tiver os pesos de academia na sua casa, substitua por saco de arroz ou feijão.

Tronco: Para treinar o tronco, você pode praticar abdominais e pranchas isométricas, a fim de fortalecer o core — «a musculatura profunda do abdômen que atua de forma muito importante na estabilização do quadril e da lombar», explica o médico.

Aeróbica: Os exercícios aeróbicos também são muito importantes para a saúde e, em casa, podem ser realizados com polichinelo, pular corda, corrida estática ou então subir e descer um degrau de escada como se fosse um estepe.

Exercícios físicos x sedentarismo

A atividade física traz muitos benefícios e vai muito além de apenas reduzir o peso. «Ela é importante para manter o sistema imunológico em dia, pois, quando nos exercitamos, temos uma produção maior de linfócitos que são as células de defesa», afirma o médico Mário Farinazzo.

Além disso, a prática de exercícios físicos promove melhora no humor, na disposição e na saúde cardiovascular, segundo a médica Ana Carolina Lúcio Pereira.

Por outro lado, o sedentarismo pode ser extremamente prejudicial à saúde vascular, uma vez que a falta de movimento nas pernas, por exemplo, favorece o surgimento de trombose. Ficar muito tempo parado, beber pouca água e alimentar-se mal também dificultam a circulação de sangue.

Como fazer exercícios em casa

Exercício em casa: aprenda a fazer 10 opções de treino

Exercícios para emagrecer: 10 treinos para fazer em casa

12 apps liberados para fazer exercício em casa na quarentena

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Manga: 9 benefícios da fruta, tipos, receitas e mitos

A manga é o fruto da mangueira, uma árvore frutífera originária da Ásia que faz sucesso em países tropicais, como o Brasil, e tem vários benefícios. Com sabor doce e refrescante, é matéria-prima de diversas receitas (de mousse a saladas) e seu consumo ajuda desde o melhor funcionamento do intestino até a hidratação aos cabelos.

Benefícios da manga

Os benefícios da manga são os mais diversos, de prevenção de doenças à beleza da pele e cabelos. Isso porque a fruta é repleta de nutrientes essenciais ao nosso corpo.

Veja as principais vantagens em adicionar a manga ao seu cardápio:

  • Combate a diabetes
  • Alivia a prisão de ventre
  • Previne o câncer
  • Protege o coração
  • Reduz o colesterol ruim
  • Fortalece a imunidade
  • Retarda o envelhecimento
  • Protege a pele
  • Hidrata os cabelos

1. Combate a diabetes

A manga é uma excelente aliada no tratamento da diabetes devido à grande quantidade de fibras que apresenta.

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de São Paulo (USP) concluiu que a manga é rica em pectina, uma fibra solúvel capaz de reduzir os níveis de glicose no sangue.

Ao final da análise, cientistas constataram que pacientes com diabetes que consumiram manga tiveram cerca de 107 mg/dl de glicose no sangue. Enquanto aqueles que não se alimentaram do fruto tiveram índices de 330 mg/dl.

2. Alivia a prisão de ventre

Se você sofre de prisão de ventre, a manga pode ser um alimento que te aliviará os sintomas.

Cerca de 300 gramas por dia da fruta (uma unidade) são suficientes para combater a doença, pois a manga tem efeito laxativo.

Os dados são de um estudo desenvolvido pela Universidade Texas A&M, nos Estados Unidos. A fruta ainda apresenta potencial para quem tem Doença de Crohn por sua ação anti-inflamatória no intestino.

3. Previne o câncer

A mesma pesquisa ainda revelou que a manga estimula a produção de ácidos graxos de cadeia curta no organismo. Ou seja, libera moléculas que diminuem o risco de infecções e tumores na região do intestino.

Assim, a fruta pode reduzir as possibilidades do desenvolvimento de câncer de intestino.

Além disso, diversos tipos de manga apresentam uma boa quantidade de polifenóis e pectina, substâncias que auxiliam a prevenir e combater o câncer de cólon, de mama e de próstata.

4. Protege o coração

Comer duas porções de manga diariamente pode prevenir doenças do coração, como hipertensão e infarto — especialmente em mulheres.

A conclusão é de um estudo da Universidade da Califórnia (Estados Unidos), que revela que, devido à alta presença de polifenóis (substâncias com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias), a manga é uma ótima opção para proteger o coração.

Após 14 dias consumindo manga, 24 voluntárias apresentaram níveis mais equilibrados de frequência cardíaca, pressão arterial e respiração.

5. Reduz o colesterol ruim

Devido à presença de vitamina C, acredita-se que o consumo diário de manga é capaz de reduzir significativamente os níveis de colesterol ruim.

Vale lembrar que altas quantidades de colesterol ruim causam obstrução das artérias e, assim, elevam os riscos de infarto.

6. Fortalece a imunidade

De acordo com a nutróloga Paula Vasconcelos, justamente por conter bastante vitamina C e vitamina A, a manga é indicada para fortalecimento do sistema imunológico.

Portanto, auxilia no combate a infecções e inflamações, protegendo o corpo contra doenças.

7. Retarda o envelhecimento

Por seus efeitos antioxidantes, a manga tem sido muito utilizada em produtos para a pele. Não à toa: as propriedades da fruta combatem o envelhecimento e, assim, deixam a pele ainda mais bonita.

8. Protege a pele

Se você deseja uma pele linda e saudável, saiba que a manga tem ação fotoprotetora, protegendo a pele dos efeitos nocivos do sol.

Apesar dos raios solares serem benéficos para os ossos e formação da vitamina D, a exposição constante pode causar queimadura, vermelhidão, envelhecimento precoce e doenças, como câncer de pele.

9. Hidrata os cabelos

Para quem tem cabelos ressecados, a manga é capaz de hidratar os fios e deixá-los mais definidos. Afinal, o óleo de manga, extraído do caroço da fruta, apresenta vitaminas e componentes como cálcio, fósforo e ferro — capazes de nutrir os cabelos e deixá-los saudáveis.

É indicado para quem tem cabelo cacheado ou crespo; ou para pessoas que ficam muito tempo sob o sol, água do mar ou piscina.

Manga engorda?

Devido às fibras e por ter um efeito laxante, a manga pode oferecer uma ajuda extra a quem quer emagrecer.

Contudo, é importante consumi-la in natura, não adicionar açúcares e outros condimentos mais calóricos, e respeitar a quantidade orientada por nutricionista. Paula alerta que, em excesso, a manga pode ter efeito contrário e engordar.

A médica recomenda o consumo de 200 g de manga por dia. Isso equivale à metade de uma manga média.

Tipos de manga

Mais de 1.600 tipos de manga já são reconhecidos pelo mundo — sendo a Índia o país que concentra maior variedade, com aproximadamente mil espécies.

Já no Brasil, os tipos de manga mais conhecidos são:

-Manga Rosa;Manga Palmer;Manga Espada;Manga Tommy

Manga Rosa

Tipos de manga: manga rosa - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga rosa — Foto: Shutterstock

A manga rosa, como o nome sugere, possui casca de coloração rosada. Sua polpa contém bastante fibra e tem cor amarela bem forte.

Seu sabor é bastante adocicado e é um dos tipos de manga mais apreciados. É conhecida também por apresentar bastantes fiapos, devido à sua alta quantidade de fibras.

Por ter poucas calorias e carboidratos, a manga rosa é requisitada por quem busca uma vida mais saudável e quer eliminar peso.

Manga Palmer

Tipos de manga: manga Palmer - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga Palmer — Foto: Shutterstock

A manga Palmer é a mais popular em território nacional, sendo apreciada por ter pouca fibra e sabor bastante doce. Seu caroço é pequeno em relação ao tamanho da fruta, o que faz com que sua polpa corresponda à 70% de cada unidade.

É querida também por não ter fiapos, facilitando a ingestão da fruta. Assim, costuma ser a mais usada na alimentação de crianças.

Este tipo de manga é ótimo para a pele, devido à sua quantidade de oxidantes. Além dos benefícios contidos em todas variações da fruta, é usada no combate de doenças pulmonares, como bronquite e tosse, por ter ação antibacteriana.

Manga Espada

Tipos de manga: manga espada - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga espada — Foto: Shutterstock

A manga espada é alongada, achatada e possui casca esverdeada, sendo um dos tipos de manga mais antigos do Brasil.

É comercializada com grande abundância no país e apresenta, geralmente, preço mais baixo comparado a outras espécies de manga.

Esta variação de manga reduz o colesterol ruim por sua boa quantidade de vitamina C; e melhora a saúde dos olhos, por sua alta concentração de vitamina A.

Manga Tommy

Tipos de manga: manga Tommy - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga Tommy — Foto: Shutterstock

A manga Tommy é a mais cultivada em território nacional e, segundo a nutróloga Paula Vasconcelos, é ideal para quem tem constipação intestinal — pois contém muitas fibras.

Também conhecida pelo nome de «Manga Tommy Atkins», sua polpa é firme e bastante suculenta. Tem formato oval e casca de coloração amarela à laranja (por vezes com manchas vermelhas ou roxas).

Manga Haden

Tipos de manga: manga Haden - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga Haden — Foto: Shutterstock

A manga Haden é mais arredondada do que os demais tipos de manga, tem poucas fibras e sua polpa é amarela e bem consistente.

Tem origem na Flórida, Estados Unidos, e seu nome é uma homenagem ao capitão John Haden, que tinha um pé de manga Haden na região.

Alguns estudiosos acreditam que essa variedade de manga serviu, há séculos atrás, como base para o surgimento dos outros tipos de manga existentes hoje.

É uma fonte natural para prevenir câncer (especialmente câncer de cólon, câncer de mama e câncer de próstata), pois possui polifenóis e pectina.

Manga Carlotinha

Tipos de manga: manga Carlotinha - Foto: Shutterstock
Tipos de manga: manga Carlotinha — Foto: Shutterstock

A manga Carlotinha, também chamada de «manga Carlota» é a menos cultivada no Brasil e tem origem na Ásia. É bastante doce e suculenta, sem fiapos. Comparada aos demais tipos de manga, é pequena e arredondada.

Estudiosos acreditam que o nome deste tipo de manga é justificado pela existência de um pé de manga na residência de Carlota Joaquina, esposa de Dom João VI e rainha de Portugal.

Ainda, esta manga é pouco calórica, com apenas 39 calorias; e contém poucas gorduras saturadas e totais.

Quantas calorias tem uma manga?

Confira uma comparação para identificar os tipos de manga, suas calorias e nutrientes (em cerca de 100 gramas da fruta):

Característica/Tipo de manga
Manga Rosa
Manga Palmer
Manga Espada
Manga Tommy
Manga Haden
Manga Carlotinha
Casca
Grossa; amarela ou rosa
Vermelha ou roxa
Verde
Amarela, laranja ou vermelha
Vermelha, amarela ou verde
Amarela ou verde
Polpa
Amarela e suculenta
Amarela e firme
Amarela, suculenta e fibrosa
Amarela
Laranja e fibrosa
Suculenta e com poucas fibras
Sabor
Bastante doce
Doce
Doce
Suavemente doce
Doce
Bastante doce
Fiapos
Sim
Não
Sim
Não
Sim
Não
Calorias
60 kcal
72,5 kcal
72,3 kcal
50,7 kcal
64 kcal
39 kcal
Carboidratos
12,8 g
19,4 g
17 g
12,8 g
16,7 g
10 g
Cálcio
12 mg
11,6 mg
12 mg
7,6 mg
12 mg
10 mg
Vitamina C
17,4 mg
65,5 mg
53 mg
7,9 mg
17,4 mg
27,7 mg
Proteínas
0,4 g
0,4 g
0,4 g
0,9 g
0,4 g
0,3 g
Fibras
2,1 g
0 g
1,6 g
0 g
1,6 g
0 g

Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco), Conselho Federal de Nutricionistas

Receitas com manga

Mousse de manga light

Mousse de manga light decorado com pedaços de manga - Foto: Shutterstock
Mousse de manga light decorado com pedaços de manga — Foto: Shutterstock

A nutricionista Renata do Amaral ensina em seu blog uma receita de mousse de manga light simples e rápida.

Ingredientes do mousse:

  • 2 mangas grandes descascadas e picadas
  • 2 potes de iogurte desnatado ou natural
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (12g)
  • 4 claras de ovo

Ingredientes da calda (opcional):

  • 2 mangas grandes descascadas e picadas
  • Adoçante a gosto

Modo de preparo do mousse:

Bata as claras em neve e reserve. No liquidificador, bata as mangas, o iogurte e a gelatina já dissolvida (conforme orientações no envelope).

Delicadamente acrescente as claras em neve ao creme de mangas e mexa bem. Despeje a mistura em um recipiente e leve à geladeira. Deixe gelar por cerca de 4 horas.

Modo de preparo da calda:

Bata no liquidificador as mangas e o adoçante. Leve a mistura ao fogo e deixe ferver por alguns minutos.

Após gelar, desenforme o mousse e sirva com a calda já fria.

Chutney de manga

Chutney de manga é ideal para acompanhar carnes - Foto: Shutterstock
Chutney de manga é ideal para acompanhar carnes — Foto: Shutterstock

Originado na Índia, o chutney é uma receita que tem atraído brasileiros por seu sabor agridoce. Normalmente, o molho acompanha carnes de porco, boi, frango e pescados. Há quem utilize o chutney até mesmo como um adicional a lanches com hambúrguer.

Portanto, confira a receita de chutney de manga da culinarista e apresentadora Bela Gil.

Ingredientes:

  • 2 mangas descascadas e picadas
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo
  • 1 colher (sopa) de óleo de girassol
  • 1/2 colher (chá) de cúrcuma
  • 1 colher (chá) de pimenta picada
  • 1 canela em pau
  • 5 cravos
  • 1 colher (sopa) de gengibre descascado e picado
  • 1 colher (sopa) de alho picado
  • 1/4 de xícara de vinagre de maçã
  • Água
  • Sal a gosto

Modo de preparo:

Em uma panela, adicione o óleo de girassol, o alho, a cúrcuma, a canela, os cravos, a pimenta e o gengibre. Deixe dourar.

Acrescente a manga picada, o açúcar mascavo e o vinagre. Ao ferver, reduza o fogo. Tampe a panela e deixe cozinhar por 40 minutos.

Neste tempo, adicione água caso começar a grudar no fundo da panela, evitando que a mistura queime. Mexa de vez em quando.

Espere esfriar e transfira o chutney para um pote de vidro fechado. Coloque na geladeira e sirva gelado.

Creme de manga com coco

Ingredientes:

  • 1 manga descascada, picada e congelada
  • 4 colheres (sopa) de leite de coco
  • 4 colheres (sopa) de coco ralado
  • 1 colher (sopa) de açúcar mascavo ou adoçante culinário

Modo de preparo:

Coloque todos os ingredientes em um processador. Bata bem até ter consistência de creme. Sirva em seguida.

Torta suflê de manga

Ingredientes da massa:

  • 1/2 xícara de biomassa de banana verde
  • 1 xícara de farinha de arroz integral
  • 1 colher (chá) de óleo de coco
  • 1 colher (chá) de adoçante em pó, açúcar mascavo ou açúcar de coco
  • Raspas de casca de laranja ou limão

Ingredientes do recheio:

  • 1 manga grande descascada e picada
  • 3 claras de ovo
  • 1/2 xícara de leite de coco
  • 3 colheres (sopa) de adoçante em pó OU 2 colheres (sopa) de açúcar mascavo ou açúcar de coco
  • 1/2 colher (chá) de óleo de coco

Modo de preparo da massa:

Coloque a biomassa em uma travessa e adicione a farinha de arroz aos poucos. Misture até obter uma massa que não grude nas mãos.

Acrescente o óleo de coco, o adoçante/açúcar mascavo/açúcar de coco e as raspas da fruta escolhida. Bata bem até obter uma massa macia.

Unte, com óleo de coco, uma forma com fundo falso e molde a massa no fundo e nas laterais.

Faça furos no fundo e leve ao forno 10 minutos para pré-assar.

Modo de preparo do suflê:

Reserve alguns pedaços de manga para enfeitar. Bata o restante dos pedaços de manga no liquidificador, até obter um purê.

Coloque em uma panela o purê de manga, o leite de coco e o adoçante/açúcar mascavo/açúcar de coco. Mexa bem até ter um creme consistente e desligue o fogo.

Retire a massa do forno e coloque o creme de manga. Enfeite com as mangas reservadas e leve ao forno à 180º C até dourar (cerca de 20 minutos). Sirva e aprecie.

A receita rende 6 porções, com cerca de 160 calorias cada.

Picolé de manga e gengibre

Veja uma receita refrescante de picolé e que ainda ajuda no emagrecimento.

Ingredientes:

  • 1/4 de xícara de água
  • 1 colher (chá) de gengibre descascado e picado
  • 1 manga pequena descascada e picada
  • 1/2 abacaxi descascado e picado
  • 1 colher (sopa) de suco de limão espremido
  • 1 colher (sopa) de mel

Modo de preparo:

Em uma travessa ou panela pequena, coloque a água e o gengibre. Ligue o fogo e espere ferver. Retire do fogo e espere esfriar.

Coloque no liquidificador a manga, o abacaxi, o suco de limão, o mel e a mistura de água com gengibre. Bata todos os ingredientes.

Despeje em formas de sorvete. Leve ao freezer até firmar. Sirva.

A receita rende cerca de 12 picolés.

Mais receitas com manga

Filé de frango com molho picante de manga

Sorvete de manga light

Sorbet de manga (gelado de manga)

Água mineral gasosa com manga e laranja

Delícia gelada de manga com chia

Danoninho natural e fácil

Como escolher manga

Está em dúvida sobre como não errar na hora de escolher uma boa manga? Pois saiba que existem 4 dicas essenciais que te ajudarão a evitar mangas muito verdes ou extremamente maduras para o consumo.

  • Cor: mangas com a casca mais vermelha, laranja ou roxa estão mais maduras do que aquelas de cor amarela ou verde (com exceção da manga espada, que quando madura apresenta coloração verde bem vivo).
  • Maciez: apalpe levemente a manga, caso esteja dura, ainda não está própria para o consumo. Por outro lado, se amassar com facilidade, ela já está madura demais. Uma boa manga está macia e não amassa com uma pequena pressão.
  • Aroma: boas mangas exalam um aroma doce e forte.
  • Formato: para quem aprecia uma fruta bem doce, o ideal é optar pelas mangas de formato mais arredondado e pesadas. Já para quem busca por um maior consumo de fibras, prefira as mangas mais achatadas e alongadas.

Como armazenar

Quando ainda verde, com exceção da manga espada, os tipos de manga ainda precisam amadurecer e podem ser armazenados em local fresco e temperatura ambiente. Para preservar o sabor, a dica é guardá-las em sacolas.

Já mangas maduras e picadas devem ser guardadas na geladeira, para conservar a fruta e manter o sabor adocicado por mais tempo.

Caso as mangas guardadas comecem a apresentar um cheiro muito forte, manchas na casca e/ou um interior mais marrom, não as consuma. Nestas situações, a fruta já passou do ponto ideal para ser ingerida.

Mitos e verdades

Muitos boatos circulam em torno do consumo da manga, como «não pode consumir manga à noite» ou até mesmo que a «mistura de manga com leite faz mal».

Para solucionar estas questões, especialistas desvendam os boatos, apontando se são mitos ou verdades.

Não pode comer manga à noite?

Mito. A manga é uma fruta que auxilia a digestão e regula o intestino. Portanto, não há problemas em consumir a fruta à noite, antes de dormir.

Mas não exagere. Afinal, qualquer alimento ingerido em excesso antes de deitar pode causar refluxo e azia.

Manga com leite faz mal?

Mito. Historiadores comentam que a má reputação da manga com leite vem desde a época do Brasil Colônia, uma vez que o leite era um alimento exclusivo a patrões e inventaram esse boato para evitar que a bebida fosse consumida por escravos.

De acordo com a nutricionista funcional Daniela Jobst, a manga com leite, ao contrário do que muitos pensam, é uma combinação bastante saudável.

Os dois elementos são ricos em nutrientes, como vitaminas, cálcio e fósforo. Assim, misturá-los pode garantir uma melhor saúde ao nosso corpo.

Manga combate a Doença de Crohn?

Mito. A médica Paula Vasconcelos explica que a manga auxilia no bom funcionamento do intestino e possui antioxidantes que podem auxiliar na melhora da inflamação. Porém, não é capaz de combater ou extinguir a doença, que é crônica e autoimune.

Afinal, portadores da Doença de Crohn costumam perder muita vitamina A, algo presente em abundância na manga. Além disso, o fruto também auxilia no esvaziamento do intestino e na redução de diarreia, por conter fibras que são capazes de reter água.

Os dados são do «Manual de Nutrição, Dieta e Doença Inflamatória Intestinal», da Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn (ABCD).

Vale lembrar que a Doença de Crohn é um distúrbio que ocasiona uma inflamação crônica no trato intestinal, onde ocorre a absorção e digestão de nutrientes.

Portanto, o sistema imunológico reage de forma errônea, prejudicando o funcionamento dos órgãos e resultando em diarreia, sangramento retal, cólica, perda de peso e fadiga constante.

Manga é melhor do que mamão e ameixa ao intestino?

Mito. A manga não é melhor do que o mamão ou a ameixa para soltar o intestino; pois é tão boa quanto nesta função.

Ambas frutas (manga, mamão e ameixa) contêm uma ótima quantidade de fibras e água, o que aumenta o volume de fezes e facilita o trânsito intestinal. Além disso, a manga apresenta uma boa quantidade de pectina, que ajuda a soltar o intestino.

Pode comer folha de manga?

Verdade. As folhas de manga reservam vitaminas e minerais muito importantes para nosso organismo.

Porém, a recomendação é de que não as coma in natura, mas sim em forma de chá. Isso porque são amargas e podem causar problemas gastrointestinais se ingeridas imediatamente.

Utilize somente as folhas verdes depois de secá-las ao sol de 2 a 3 dias. Depois, ferva-as na água e com adoçante, açúcar de coco ou açúcar mascavo.

As folhas de manga são requisitadas para medicamentos fitoterápicos, especialmente no combate da diabetes.

Afinal, controlam o volume de açúcar no sangue; reduzem o colesterol ruim (um coração prejudicado tem mais dificuldades para executar a correta circulação sanguínea); e diminuem a pressão arterial (pacientes com diabetes costumam apresentar pressão alta).

Como ter um pé de manga

Mangueiras costumam ser altas, atingindo até 30 metros de altura e com copas bem grandiosas. Por isso, o ideal é plantar um pé de manga em um grande jardim.

Para quem deseja ter mangas em casa, plante mudas em vasos (de 15 a 20 litros). Utilize argila expandida para preencher o fundo e depois terra própria para plantio em vaso. Nesse caso, a mangueira atingirá altura máxima de 2 metros.

Os frutos geralmente surgem no verão. Mantenha os ramos podados após a mangueira dar frutos e substitua o vaso por outro maior a cada quatro anos.

As flores da mangueira são pequenas, amareladas e delicadas, aparecendo no inverno.

Regue o pé de manga três vezes por semana até criar raízes e brotar. Depois disso, regue somente quando o solo estiver completamente seco. Já para quem plantar em vasos, o ideal é molhar a planta uma vez por dia.

Curiosidades sobre a manga

Descubra se pessoas com diabetes podem comer manga

Veja a receita de mingau com manga da Isis Valverde

Confira se a manga é recomendada para hipotireoidismo

Referências:

Nutricionista funcional Daniela Jobs, proprietária da Clínica Jobs e especializada em Homeopatia, Fisiologia do Exercício, Nutrição Funcional e Nutrigenética

Nutróloga e fisioterapeuta Paula Vasconcelos, membro da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran) e do International Colleges for the Advancement of Nutrition (ICAN), especializada em Medicina da Obesidade e Dermatologia

Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn (ABCD)

Conselho Federal de Nutricionistas

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (Taco)

CARDELLO, Helena Maria; CARDELLO, Leonardo. Teor de vitamina C, atividade de ascorbato oxidase e perfil sensorial de manga (Mangífera índica L.) var, Haden, durante o amadurecimento. Food Science and Technology. 1998, vol. 18, n. 2.

Manga pode ser usada para controlar diabete. Boletim USP, n. 386. São Paulo, 26 mar. 1999.

New Study: Mangos Helped Improve Cardiovascular And Gut Health In Women — First human trial to demonstrate the favorable vascular effects of mango consumption. University of California, 11 jun. 2018.

Tummy trouble? A mango a day could be the best medicine of all because they relieve digestive problems better than many high-fibre foods.Daily Mail, 7 jun. 2018.

Рубрики
Todo sobre el embarazo

9 motivos para tomar café da manhã todos os dias

Com a correria do dia-a-dia, muitas pessoas «pulam» o café da manhã, ou comem no caminho do trabalho, escola, sem se preocupar com a qualidade e quantidade do que está ingerindo. A maioria das pessoas não da à primeira refeição do dia, a importância que ela merece.

O café da manha é super importante e faz com que o nosso metabolismo volte a funcionar corretamente, pois durante a noite ele fica lento. Dessa forma ele gasta as calorias que o corpo necessita.
O café da manhã deve ser completo, com proteínas, vitaminas, minerais e carboidratos. E comer bem logo cedo, trás inúmeros benefícios. Alguns deles:

— A primeira refeição é a principal do dia

— Nos dá energia para gastarmos ao longo do dia

— Fornece energia para praticar exercícios físicos

— Evita a perda de massa muscular

— Faz com que não haja exageros na hora do almoço

— Faz com que não sintamos tanta fome ao longo do dia

— Ativa o nosso metabolismo

— Evita o depósito de gordura localizada

— Ajuda nas atividades intelectuais

Muitas pessoas acham que não comer pela manhã, pode ajudar na dieta, mas isso não é verdade. Muito pelo contrário, ter uma alimentação balanceada, comer a cada 4 horas é que ajuda a perder peso, e começar pelo café da manhã, é imprescindível.

Agora, o que comer logo cedo?

Pães integrais, aveia em flocos, quinua em flocos, frutas, sucos de frutas e vegetais misturados. Tudo isso para nos dar mais energia para o dia que começa, além dos outros inúmeros benefícios.

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Receita: suco de cranberry e morango

Suco de cranberry e morango - Foto: GettyImages
Suco de cranberry e morango — Foto: GettyImages

O cramberry é conhecido principalmente por sua capacidade de combater e prevenir as infecções do trato urinário. Aproveite os benefícios do cranberry para a sua saúde com esta receita da culinarista Malu Lobo do site Nutra Saúde na Cozinha.

Ingredientes

  • 8 colheres de sopa de suco de laranja
  • 1 xícara de morangos congelados
  • 2 colheres de sopa de cranberry desidratado
  • 1 colher de sopa cheia de biomassa de banana verde (ou substitua por farinha de amora)
  • 4 folhas de espinafre

Como fazer

Coloque os ingredientes no liquidificador e bata por 2 a 3 minutos. Consuma imediatamente sem coar.

Saiba mais:
Cranberry: para que serve, benefícios e como consumir

Rendimento

1 porção.

Рубрики
Todo sobre el embarazo

Diabetes: entenda a ação do excesso de carboidratos no paciente

Infográfico diabetes