Categorías
Todo sobre el embarazo

3 posições de yoga que ajudam a amenizar cólicas menstruais

As cólicas menstruais são uma realidade na vida de muitas mulheres. O incômodo, que muitas vezes ocorre mensalmente, pode apresentar diferentes níveis de intensidade, servindo de alerta até mesmo para algumas doenças, como a endometriose.

As cólicas menstruais são uma realidade na vida de muitas mulheres. O incômodo, que muitas vezes ocorre mensalmente, pode apresentar diferentes níveis de intensidade, servindo de alerta até mesmo para algumas doenças, como a endometriose. Independentemente da causa, a busca pelo alívio desse sintoma de forma natural, sem medicamentos, vem crescendo.

O yoga, técnica milenar criada na Índia, se tornou uma das alternativas para diminuir as dores menstruais. Francisco Kaiut, idealizador do método Kaiut Yoga, explica que os movimentos realizados nesta prática são capazes de diminuir o desgaste gerado pelas cólicas, possibilitando que todos os tecidos internos permaneçam funcionando de forma plena.

Antes de iniciar a prática, é importante encontrar uma maneira de se sentir o mais confortável possível. Por isso, Kaiut indica o uso de um travesseiro, almofada ou outro objeto macio para se sentar, elevando o quadril alguns centímetros do chão. Em seguida, caso a mulher sofra com dores nas costas, é indicado que se apoie a coluna confortavelmente em uma parede.

A seguir, o especialista indica três movimentos de yoga que podem trazer alívio e bem-estar para quem sofre com as cólicas menstruais. O tempo indicado para cada posição é de 5 minutos. Confira:

Yoga para aliviar cólicas menstruais

Baddha Konasana

Essa posição gera impacto na região pélvica, ajudando a aliviar o estresse causado nessa área pela cólica. «Nessa posição, a respiração é uma grande aliada e, em conjunto com movimentações de coluna, cria um processo de massagem visceral em toda a região uterina», explica Kaiut.

Posição Baddha Konasana Foto: Gui Gomes
Posição Baddha Konasana Foto: Gui Gomes

Como fazer:

  • 1- Junte as solas dos pés e aproxime os calcanhares das coxas
  • 2- Deixe os joelhos caírem para as laterais, em direção ao chão
  • 3- Mantenha a posição pelo tempo que for agradável e confortável
  • 4- Se for confortável, explore a posição curvando a coluna e levando a testa em direção aos pés
  • 5- Após curvar para frente, se necessário, volte o tronco
  • se for possível continuar, leve a testa em direção a um dos seus joelhos, use as mãos no chão para guiar o movimento e sinta a coluna
  • 6- Lentamente, com o tronco curvado para frente, leve a testa ao joelho oposto.

Uppavista Konasana

De acordo com o instrutor, essa posição ajuda a desenvolver a mobilidade de quadril, além de trabalhar a musculatura das pernas e pélvis.

Posição Uppavista Konasana Foto:Fernando Fonini
Posição Uppavista Konasana Foto:Fernando Fonini

Como fazer:

  • 1- Abra as pernas até sentir uma sensação na área da virilha ou quadril
  • 2- Olhe para os pés e procure centralizar o contato dos seus calcanhares no chão
  • 3- Para algumas mulheres, somente ficar sentada assim já gera alívio. Se esse for o caso, mantenha essa posição por alguns minutos, enquanto for confortável, e mais uma vez brinque com a respiração
  • 3- Caso você se sinta confortável e queira explorar a posição, incline-se para frente e sinta como seu corpo responde. Não faça esforço algum ao fazer isso, apenas permita que a gravidade deixe o seu tronco cair para frente
  • 4- Sinta o ar entrando e saindo dos pulmões.

Sukhasana

Essa posição auxilia no movimento dos quadris e pernas.

Posição Sukhasana Foto:Fernando Fonini
Posição Sukhasana Foto:Fernando Fonini

Como fazer:

  • 1- Cruze uma das suas pernas na frente da outra – imagine uma parede à sua frente e mantenha as canelas paralelas à parede
  • 2- Feche os olhos e, se não houver dor, incline-se lentamente para frente. O objetivo não é chegar ao chão, mas, sim, construir liberdade de movimento, que vai gerar mais saúde e permitir avançar no movimento de forma construtiva e não agressiva
  • 3- Alterne os lados.

Finalização

De acordo com Kaiut, antes de concluir a sessão, é preciso retomar a posição inicial.

  • 1- Mantenha-se sentada, apoiada, com a sola dos pés juntos, assim como começou a sequência
  • 2- Sinta a posição e mantenha pelo tempo que for possível, até praticamente encontrar uma sensação circulatória nas pernas, para a posição ter um impacto estrutural profundamente positivo.

«Para encerrar, deite com o corpo inteiro no chão, em cima de um tapete, no sofá ou na cama, e, com a cabeça apoiada em um travesseiro, feche os olhos e permita-se desfrutar de um relaxamento longo, profundo e restaurativo», finaliza o especialista.

Benefícios do yoga

Praticar yoga pode trazer uma série de vantagens não só para o corpo, mas também para a saúde mental. Além de diminuir o estresse e ser um auxílio no tratamento de ansiedade e depressão, um estudo feito em 2017 pelo Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein concluiu que o yoga, quando praticado regularmente, pode ajudar a retardar a degeneração cerebral, preservando partes do cérebro que são responsáveis pela memória e atenção.

Outras vantagens da prática são:

  • Regulação hormonal
  • Melhora do sistema imunológico
  • Fortalecimento da sustentação muscular
  • Regulação da pressão arterial

Entenda mais sobre os benefícios do yoga.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *